Governo de Pernambuco antecipou, nessa sexta-feira (5), alguns pontos do Plano de Convivência com a Covid-19. Alguns setores que estavam sem data para o retorno agora fazem parte do calendário, como clínicas e consultórios médicos, odontológicos, veterinários, de fisioterapia e de psicologia, que voltarão às suas atividades em 10 de junho.

O Plano, que foi apresentado na última segunda-feira (1º), será ajustado pelas próximas semanas. Alguns dos 32 setores tiveram o cronograma antecipado ou passaram por mudanças nas regras de funcionamento.

A partir desta segunda-feira (08.06), além da reabertura do comércio atacadista, a construção civil voltará a funcionar com 50% de seu efetivo em horário livre, e não das 9h às 18h, como antes estava planejado. Shoppings poderão oferecer serviço de coleta por drive thru em estacionamentos uma semana antes do que estava previsto.

No dia 10 de junho, clínicas e consultórios médicos, odontológicos e veterinários, óticas, clínicas de fisioterapia e de psicologia retornarão às suas atividades. As orientações sobre os protocolos gerais e específicos a serem cumpridos pelas empresas para evitar transmissão do coronavírus (covid-19) são encontradas no site.

A reabertura gradual do varejo para lojas de até 200 metros quadrados funcionará ao mesmo tempo para o comércio do Estado. Os estabelecimentos estão autorizados a reabrir a partir de 15 de junho. Serviços de venda, locação e vistoria de veículos também voltarão a funcionar nessa data.

Os salões de beleza e serviços de estética, que estavam previstos para voltarem a partir do dia 15, continuam sem alterações. Eles deverão atender apenas um cliente por vez, por agendamento e com higienização entre um cliente e outro. Os treinos de futebol profissional poderão ocorrer a partir da mesma data.

A primeira etapa do plano foi iniciada na última segunda-feira, e liberou a operação de lojas físicas de material de construção, seguindo novos protocolos de atendimento, e com funcionamento exclusivamente por delivery do comércio não essencial.
Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach, há um esforço do Comitê Socioeconômico em ouvir as lideranças setoriais para que o plano avance sem aumentar os riscos para a população. O cumprimento do cronograma depende do comportamento das curvas de contaminação e de mortes provocadas pelo coronavírus.

Governo avalia como regionalizar o cronograma

O Governo estadual está construindo, juntamente com as prefeituras e a Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), uma forma de regionalizar o cronograma de reabertura das atividades econômicas. Será analisada a evolução da doença nas quatro macrorregiões de saúde do Estado.

JC