Um adolescente encontrou, na noite desse sábado (11), dentro de uma esfirra, um dedo humano decepado. O salgado foi comprado em um restaurante e entregue por delivery na casa da família, na Zona Norte de São Paulo. A Polícia Militar foi acionada e registrou boletim de ocorrência. 

Segundo os militares, Elisângela Alcântra dos Santos, mãe do jovem, relatou que foi o filho quem achou o dedo após dar a primeira mordida na esfirra. Ela também informou que o pedido foi feito por delivery, e que o salgado chegou em uma caixa fechada. 
Após ouvir a família, a polícia procurou o responsável pelo restaurante, que informou que um dos funcionários teria se cortado.


“O proprietário relatou que um dos funcionários havia decepado o dedo cortando calabresa. Que o procurou, mas não achou, e foi encaminhado ao hospital”, informou a PM.
Os alimentos do restaurante foram apreendidos e encaminhados para o Instituto de Criminalística. A parte do dedo que estava na esfirra foi encaminhada para o Instituto Médico Legal.
O caso foi registrado no 20º Distrito Policial de Água Fria como crime contra as relações do consumo, perigo para a vida ou a saúde de outro, localização e apreensão de objeto e lesão corporal culposa, e deve ser investigado pelas autoridades responsáveis.