Foto: Divulgação/MEC (5.fev.2019)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou nesta quinta-feira (25) o nome de Carlos Alberto Decotelli como o novo ministro da Educação. É o terceiro do seu governo, depois das passagens de Ricardo Vélez Rodríguez e Abraham Weintraub.

Assim como o antecessor imediato, Decotelli é economista, formado em 1980 pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Ele é mestre em Administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e doutor na mesma especialidade pela Universidade Nacional de Rosário, na Argentina. Antes da faculdade, no entanto, a sua primeira formação foi um curso técnico na Marinha. 

Ex-chefe dele no ministério, Ricardo Vélez Rodríguez o definiu como “uma pessoa com sensibilidade social, mas longe da radicalização”, em entrevista à CNN. Vélez o definiu como um profissional liberal na economia e conservador nos costumes. “Ele defende valores conservadores, mas com respeito de pluralismo e a liberdade”, disse.

Carlos Alberto Decotelli é o primeiro homem negro a assumir um cargo de primeiro escalão no governo Bolsonaro, e chega ao cargo dias depois de Weintraub revogar uma portaria que incentivava cotas para a pós-graduação.